Como enfraquecer a sua Comunidade?

Temos onze “dicas” para você enfraquecer “sem dó nem piedade”; a sua comunidade. Confira!

Não a freqüente. Mas quando você for lá, procure algo para reclamar. Com certeza você sempre vai encontrar. Fique de olho! Explore isto!

Ao comparecer a qualquer atividade, dedique-se em encontrar falhas nos líderes. Veja se o padre ou dirigente estão fazendo as coisas corretas. Se encontrar falhas neles, espalhe para os outros. Critique com maldade. Agora, quando às coisas boas que fazem ou dizem, não comente nada, não elogie, fique “na sua”, em absoluto silêncio.

Nunca aceite missão, compromisso ou incumbência alguma; lembre-se que é mais fácil criticar do que realizar.

Se o padre, o Conselho Paroquial, ou qualquer outro líder pedir a sua opinião sobre qualquer assunto, responda que não em nada dizer, e depois espalhe como deveriam ser as coisas, em “sua opinião”.

Não faça mais do que o absolutamente necessário. Porém, quando o padre e seus auxiliares estiverem trabalhando com boa vontade e interesse para que tudo corra bem, afirme que sua comunidade e sta sendo dirigida por um “grupinho”.

Não leia os Boletins, Folhetos, Murais ou Jornais de sua Comunidade; afirme que neles não há nada de interessante e que eles deveriam ser diferentes.

Se você for convidado para qualquer cargo, simplesmente seja esperto e recuse. Alegue que você não tem tempo e depois critique com a seguinte afirmação: “Essa turma quer sempre aparecer e mandar na comunidade e eu sou uma pessoa democrática. Sou diferente deles; eu me preocupo com os outros e com a comunidade.

Quando você tiver qualquer problema de relacionamento com o padre ou qualquer líder, procure vingar-ser fazendo acusações e divulgando “erros” por eles cometidos.

Sugira, insista e cobre a realização de cursos, palestras, encontros, seminários, etc., e quando forem realizados, não se inscreva nem compareça.

Se você receber questionários solicitando sugestões, e se o Conselho não adivinhar suas idéias e pontos de vista, critique e espalhe a todos dizendo que você é ignorado, injustiçado e que não lhe dão importância.

Após tudo isso, quando sua comunidade não tiver mais reuniões, boletins, encontros, trabalhos de evangelização, etc, e etc., estufe o peito e diga “EU NÃO DISSE QUE ISSO IA ACONTECER?